BUDAPESTE

 

BUDAPESTE CITADELLA

Budapeste é ma cidade belíssima, imponente, com uma atmosfera leve e descomplicada (à parte do idioma húngaro, que é complicadíssimo! rsrs). Ao mesmo tempo, contrastando com essa beleza que chega a hipnotizar, há uma história devastadora, dessas de arrepiar, que nos mostra o poder absurdo que alguns povos têm para se reerguer do caos.

Pra quem não sabe, a Hungria foi ocupada pelos Nazistas e pelos Soviéticos há, relativamente, pouco tempo. Sem falar das invasões turcas, austríacas, entre outras no passado. O país perdeu 2/3 de seu território e foi derrotado em TODAS as guerras em que participou (parecia que tinha o “azar” de escolher constantemente o lado errado, além de estar geograficamente quase sempre no meio do caminho de potências em conflito, que fizeram de seu território praticamente um “ringue de luta”.).

Quem vai a Budapeste tem o bônus de conhecer DUAS cidades na mesma viagem, que estão separadas pelo Rio Danúbio: de um lado, BUDA, situada nas colinas, até parece um cenário de filme de época. Super nostálgica, com seu imponente castelo, lindas igrejas góticas e outras construções medievais. É do Século 10 e tem um ambiente mais tranquilo, mais residencial.

BUDAPESTE5

 

Do outro lado, está PESTE, que é uma planície, e muito mais agitada. É onde ficam os restaurantes bacanas, bares, hotéis badalados, universidades… Peste é do Século 11, mas parece bem mais nova do que a vizinha porque ficou praticamente abandonada, já que, no passado, as pessoas queriam morar em Buda, que era uma cidade fortificada.

BUDAPESTE

CASTELO E UMA VISTA ESPETACULAR

CASTELO

O Castelo Budapeste abriga não apenas o palácio real mas também o Museu de História e a Galeria Nacional. É interessante dar uma volta pelo entorno para ver os jardins, as estátuas e o bairro que ainda guarda traços da Idade Média. Um dos pontos altos é a vista sobre o rio Danúbio, que corta a cidade.

PARLAMENTO

PARLAMENTO

Cruzando a ponte para o lado de Peste, a gente encontra a sede do Parlamento, num estilo gótico super rico em detalhes. Se tiver tempo, vale a pena conhecer, a noite  todo iluminado fica mais bonito ainda.
A construção do projeto vencedor teve início em 1885, tendo a inauguração decorrido no 1000º aniversário do país em 1896. A conclusão do edifício deu-se a1904. Como curiosidade, o arquiteto do edifício tornou-se vítima de cegueira antes da conclusão do mesmo.

O edifício fica sobre a superfície de 18 000 metros quadrados tem 700 salas e gabinetes, 27 entradas, nos seus 2 lados simétricos erguem-se a Câmara Alta e a Câmara Baixa, hoje é o lugar da assembléia nacional com 386 deputados. Tem uma sala central com cúpula, onde guardam a coroa do primeiro rei húngaro, do Santo Estêvão.

Estima-se que estiveram cerca de mil pessoas envolvidas nos trabalhos, em cujos alicerces se estimam 40 milhões de tijolos, meio milhão de pedras preciosas e 40 kg de ouro.

MONUMENTOS

Durante a noite, independente do dia, de preferência em todos os dias que estiver em Budapeste, não deixe de fazer um passeio pelas margens do Rio Danúbio em ambos os lados e cruzar suas diversas pontes. A iluminação noturna das pontes e monumentos deixa a cidade de Budapeste ainda mais charmosa e encantadora e permite tirar fotos incríveis num visual inesquecível!

PONTE

BASÍLICA DE SANTO ESTEVÃO

BASILICA

Juntamente com o Parlamento de Busdapeste, forma o par de edifícios mais altos de Budapeste (com 96 m), e além disso é a igreja maior da Hungria, tendo capacidade para 8500 pessoas.

Começou a ser construída em 1851, concluindo-se 54 anos depois, e a cúpula teve que ser demolida em 1868. Terminou em 1905 e foi consagrada nesse mesmo ano. Sob o majestoso edifício, cuja fachada principal vislumbra o rio Danúbio, teve que construir-se uma base de cimento de três níveis, quase tão grande como a própria igreja.

( Visto de cima )

basilica aereo

Construída sob estilo  neoclássico com planta de cruz grega, de 87 m de comprimento por 55 m de largura. A fachada principal completa-se com duas torres gémeas como que campanários. Na sua torre direita está o sino maior e mais pesado (tem nove toneladas de peso) da Hungria. O anterior, de 8 toneladas, foi fundido durante a Segunda Guerra Mundial

Da cúpula tem-se impressionantes vistas panorâmicas de Budapeste, sendo acessível por ascensores ou por 364 degraus. Enfim, um, passeio imperdível….

IGREJA MATIAS

O distrito do castelo conta ainda com uma das igrejas mais conhecidas da cidade, a Igreja Matias, construída no século XII. A visita ao seu interior permite observar diversas esculturas e obras de arte, além de grandes vitrais e dois órgãos antigos. Em frente à igreja há um monumento chamado Bastião dos Pescadores, um belo conjunto de sete torres que homenageiam as sete tribos magiares que fundaram a nação húngara.

igreja matias

 

 

BASTIÃO DOS PESCADORES

bastiao dos pescadores

CASTELO BUDA

CASTELO BUDA1

 

CASTELO BUDA

PRAÇA DOS HERÓIS

praca herois

A Praça dos Heróis é uma das praças mais importantes de Budapeste, capital da Hungria. Fica situada num extremo da avenida Andrássy (com a qual faz parte do conjunto declarado Patrimônio da Humanidade designado Budapeste, com as margens do Danúbio, o bairro do Castelo de Buda e a avenida Andrássy), perto do parque da cidade.

MERCADO CENTRAL

Mercado Central de Budapeste é bem parecido com o Mercadão de SP. É um passeio imperdível, que não pode ficar de fora do roteiro. Aquele lugar é ótimo para ir andando tranquilamente, provando uma coisinha ali… Outra aqui…  simplesmente imperdível !!!

No andar de cima há um montão de barracas de souvenir e de comida tradicional.  Deliciosas !!!

mercado central1

mercado central

TRANSFER – AEROPORTO BUDAPESTE PARA O CENTRO

Existem diversas opções de transporte do aeroporto até o centro da cidade:

Taxi – A única companhia autorizada pelo aeroporto a operar é a Főtaxi. O preço é tabelado e varia de 5500 huf para a área central da cidade, aproximadamente entre 77,00 reais.

Trem – Uma linha de trem municipal que vai até o centro da cidade passa bem próxima do terminal 1, com ligação direta entre a estação e o terminal. Mas para os terminais 2A e 2B não há ligação com o trem, sendo necessário pegar um ônibus até o terminal 1 para poder acessa-lo.

Ônibus – A linha de ônibus 200E faz a ligação entre os terminais do aeroporto e a estação de metrô  Kőbánya-Kispest. É a primeira estação da linha M3 e a viagem até o centro a partir dela dura em torno de 20 minutos. A opção ônibus + metro custa em torno de 400 huf, ou R$5,60.

A outra opção existente é um transfer direto para o hotel num micro ônibus, através do serviço AirportShuttle-Minibus. Esta foi a opção que utilizamos para chegar no nosso hotel. Apesar de ser um pouco mais cara que as outras, é mais cômoda e prática. O preço varia conforme o número de passageiros e a localização do hotel. O transporte de duas pessoas, para um hotel da região central, custa 4990 huf (R$70,00) somente num trecho, ou 8590 huf (R$120,00) reservando ida e volta. Ou seja, é mais barato que um táxi, por isso vale a pena.

O serviço deve ser reservado com antecedência pelo site AirportShuttle.hu. O pagamento é efetuado através de cartão de crédito no momento da reserva. É necessário levar o voucher comprovando a reserva para poder utilizar o serviço. Ao chegar no aeroporto, há diversos quiosques da empresa espalhado pelos terminais, tanto na área de desembarque quanto de embarque. Apresentando a reserva para os atendentes, eles vão lhe entregar um comprovante e solicitar que você aguarde ser chamado na área de embarque do micro ônibus. O motorista chama os passageiros através do nome do hotel. No nosso caso, havia passageiros de três outros hotéis além do nosso. No dia da partida, o ônibus nos buscou em nosso hotel pontualmente no horário informado na reserva.

DICA: Acabei não indo, mas se tiver tempo, vá de ônibus para  Cracóvia. Utilize a Eurolineas Húgara – http://www.eurolines.com/en/ . Além da passagem ser barata, o trecho dura apenas sete horas. Lembrando: quanto maior a antecedência da compra, mais barato sai. E o caminho para Cracóvia é lindo paisagens exuberantes.

QUANDO IR?

A melhor época pára visitar a cidade são os meses com temperaturas mais amenas, ou seja, primavera e verão – maio e setembro.

ONDE COMER?

Restaurante Fatal – ótima comida !

ONDE FICAR?

Golden Park Hotel – ótima localização – em frente a estação de metrô !

 

 

Anúncios

10 comentários sobre “BUDAPESTE

  1. Angelica disse:

    Adorei as dicas de Budapeste, estamos pretendendo ir pra la em maio deste ano, pelo que li nas suas dicas é um mes bom? Obrigado e parabens pelo blog.

    Curtir

  2. Ana Paula disse:

    Lindas fotos ! Parabens pelo blog, pretendo ir a Budapeste mes que vem, e tambem estamos querendo ir a Bratislava na Eslovaquia o que voce acha ? É perto ne? Grato !

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s