BUCARESTE,BRASOV,SINAIA,SIBIÚ, SIGHISOARA

BUCARESTE

Bucharest-1

Sempre ouvia dizer que a Romênia era um país interessante e bonito, até que um dia resolvi ir conhecer, fazendo um tour de 15 dias pelo país e confesso que me surpreendi com a beleza e organização do país.

A moeda da Romênia é o leu (plural leis); muitos preços são escritos RON, mas é só a forma de grafar o lei. Estive em julho/16 e 1 real valia 1,25 Lei, então, a média de um bom jantar é de 35 leis, e você come muito bem, eu achava tudo muito barato. Apesar dos preços dos hotéis serem mais caros, o custo de vida é relativamente barato.

Com 2,1 milhões de habitantes, Bucareste foi fundada em 1459 pelo famigerado príncipe Vlad Tepes, que originou a lenda do conde Drácula. No papel de centro do poder do principado de Valáquia, no século 17, a cidade foi uma das mais ricas da fatia oriental do velho continente. Mais tarde, no começo do século 20, a urbe atingiu seu apogeu e viveu alegremente a sua própria belle époque, durante a qual floresceram centenas de palacetes e parques neoclássicos que lhe renderam a alcunha  de “Paris do Leste”.

Então vieram os bombardeios da Segunda Guerra, dois grandes terremotos e a estética comunista, que se encarregaram de dizimar boa parte da beleza ancestral de Bucareste. Por fim, já nos anos 80, os frangalhos da capital foram reorganizados ao redor de um adorno duvidoso, o inclassificável edifício do parlamento, o Palatul Parlamentului (Strada Izvor, 2-4, 40-21/311-3611, cdep.ro; 10h/16h; € 5,60) – a visita guiada (para entrar, é preciso apresentar o passaporte) ao suntuoso interior é a sua principal obrigação como turista.  Com 300 mil metros quadrados, o segundo edifício mais volumoso do mundo depois do Pentágono americano ficou para a posterioridade como a mais completa tradução da megalomania do ex-ditador comunista Nicolae Ceaușescu, que governou a Romênia de 1967 até a queda do regime comunista, em 1989.

Dica: Caso queira economizar no transfer Aeroporto/Centro – Pegue o bûs 780 – 3,30 lei.

PARLAMENTO

PARLAMENTO2

Parlamento

PARQUE HERASTRAU

PARQUE HERASTRAU2

O parque Herastrau é lindo e enorme, quando chegamos em Bucareste, ja no primeiro dia fomos visitar, era domingo ensolarado e a temperatura estava na casa dos 32 graus, muito quente, mas nada como sentar em uma sombra na beira do lago do parque e curtir a linda paisagem. Você pode alugar pequenos barco ou pedalinhos e passar um dia super agradavel no parque.

PARQUE2

ARCO DO TRIUNFO

ARCO DO TRIUNFO

Logo ao lado do parque está o Arco do Triunfo, construído em 1922, originalmente em madeira, a versão de Bucareste do Arco do Triunfo (Arcul de Triumf) foi criada em homenagem aos soldados romenos que lutaram na Primeira Guerra Mundial. Ele tem 85 pés de altura e foi finalizado em granito Deva. Esculturas decorativas únicas criadas por famosos artistas romenos repousam ao lado de uma escadaria interior que leva à parte superior do prédio.

CALEA VICTORIEI ( RUA DA VITÓRIA)

CALLE VICTORIEI

A bela Calea Victoriei (Rua da Vitória) é a rua mais antiga de Bucareste. Built in the late 17th century, it was originally paved with oak beams. Hoje, é uma das ruas mais celebradas em toda a Romênia. Encha os olhos com edifícios deslumbrantes, incluindo o Palatul Cantacuzino, o Museu de História Nacional e construções interessantes de importância histórica e arquitetônica.

cecbank-bucharest-romania-shutterstock_3257162-600

Turisticamente lá podemos encontrar o Teatro Odeon, localizado na Calea Victoriei (Rua Victoria), é uma dos lugares mais conhecidos das artes cênicas na cidade.

A Praça da Revolução (Piata Revolutiei) tornou-se famosa no mundo durante a dramática revolução televisionada em 1989, mas sua história vai muito além disso. Na praça encontra-se o antigo Palácio Real, que atualmente é o Museu Nacional de Arte, bem como o Ateneu Romeno, a adorável Igreja Kretzulescu e o histórico hotel Athenee Palace.

IGREJA ROMANIAN ATHENEUM

Praça da Revolução

RESTAURANTE CARU CUBERE

CURU CUBERE

Não deixe de ir ao Caru cu Bere, é a cervejaria mais antiga da Romênia. O restaurante é grande e bonito de ver sua arquitetura neo-gótica. Por dentro parece até uma igreja por causa de seus vitrais. A comida é deliciosa e bem servida, e a comida é muito barata, pedi um prato e veio a entrada, o prato principal, e a sobremesa, parecia aqueles restaurantes da Itália que voce pede um prato e vem um monte de coisas. Enfim, recomendo. Endereço: Strada Stavropoleos 5, Fone: +40 726 282 373

caru-cu-bere-the-beer-cart-bucharest

HANUL LUI MANUCHANUL

HANUL LUI MANUC

em português, seria “A pousada de Manuc”, construída entre 1804 e 1808 e mantém até hoje o mesmo estilo. Em restauração, funciona atualmente como hotel e restaurante.

ESTÁTUAS

ESTATUA

estas são por si só uma atração. A cidade é cheia delas! Algumas bonitas, algumas modernas, outras antigas, mas curiosamente, muitas bizarras. Esta estátua de um homem de aparência estranha e feia que desajeitadamente segura este meio-lobo-meio-cobra foi eleita pelos locais como a estátua mais feia da cidade. Fica em frente ao museu nacional de história.

CENTRO VELHO DE BUCARESTE

 

CENTRO VELHO

O centro velho de Bucareste é pequeno, mas adorável. Se você entrar nas ruelas pela Strada Franceza, já dá de cara com alguns marcos importantes da região: a antiga corte principesca (Curtea Veche), construída no século 15, por Vlad Tepes, ou Vlad Drácula.

É lá que você vai encontrar uma estátua desse controverso líder que foi inspiração para histórias de vampiro. As ruínas estavam fechadas para visitantes quando eu estive lá, mas deu para ver alguma coisa pelo lado de fora. Nessas ruínas foram achados artefatos arqueológicos importantes, como um documento de 1459 que atesta a origem do nome da povoação de Bucuresti.

Estatua-Vlad-Tepes-Bucareste

Circular pelas ruelas de Lipscani sem compromisso é um passeio e tanto. Aliás, é na rua que dá nome ao distrito, a Strada Lipscani, que você vai encontrar algumas das atrações mais legais. Tem o belo prédio do Banco Nacional da Romênia, construído em 1885, em estilo clássico francês.

o-que-fazer-em-bucareste-romenia-banco-nacional-da-romenia

 

RUA LIPSCANE

 

BRASOV

Após um longo período em Bucareste (uns 05 dias), percebi que, por mais que ainda houvesse coisas a explorar naquela bela cidade, estava na hora de conhecer o país. A Romênia, certamente, não seria definida somente pela sua capital, e um mundo de coisas novas me aguardava no interior daquele intrigante país. Então decidimos conhecer Brasov, a principal cidade turística romena, Siguisoara, a cidade natal de Vlad Tepes (ou Drácula, já sabem né). Sibiú e Sinaia, então pé na estrada, opsss no trem.

O percurso de trem Bucareste-Brasov é por si só um espetáculo à parte, uma bonita região montanhosa, com vegetação e casas típicas. Nesse percurso fica Sinaia, localidade do castelo dos recentes príncipes romenos, e Predeal.

Eu e meu amigo estávamos no trem conversando, quando resolvemos fazer um lanche na mesinha, tirei uma garrafinha de vinho da mochila e começamos a comer, foi quando um casal de Chinês  que moravam na Antuérpia, e estavam sentados ao lado começou a puxar conversa, perguntando de onde éramos, quando dizemos que eramos do Brasil, ele tinha muito o que contar dizendo que adorava o Brasil principalmente o Rio, ficamos mais de 2 horas conversando sobre tudo, enfim, a hora passou que quando percebemos o trem tinha chegado em Brasov.

BRASOV PIATA SFATULUI4

Praça Sfatului

brasov

Saindo de Bucareste, tomamos um trem ate Brasov a (Transilvania) da Romenia, estavamos anciosos para chegarmos logo a cidade.

Os casarões coloridos com telhados em estilo austro-húngaro e a igreja solitária no meio da praça são uma combinação incrível. Mas o grande tchans de Brasov é estar aos pés do monte Tâmpa (onde há um letreiro estilo Hollywood), cercada de verde e próxima a estação de esqui de Poiana, o que faz a cidade ferver no inverno.

PIATA SFATULUI3

Praça Sfatului

Tendo a praça Sfatului (a da foto acima) como epicentro, a cidade impressiona pela elegância de seus muitos cafés e restaurantes.

IGREJA NEGRA

IGREJA NEGRA

Igreja Negra

Brasov tem outras credenciais de peso. Sua Black Church (Igreja Preta), que ganhou esse nome por causa das paredes escurecidas por um incêndio, é a maior igreja Gótica entre Viena e Istambul – o órgão é definitivamente um show à parte. Ah, e Brasov ainda tem a rua considerada a mais estreita da Europa, a curiosa Strada Sforii, pertinho da praça principal. Vale ficar pelo menos um dia inteiro na cidade, e mais dois ou três para passeios de bate e volta ao castelo de Bran, de Peles e os parques naturais dos arredores. Se for inverno, Brasov é a base para esquiar em Poiana.

A RUA MAIS ESTREITA DA EUROPA

A rua mais estreita da Europa fica em Brasov.

BRASOV RUA

CONHEÇA O VERDADEIRO CASTELO DO CONDE DRÁCULA

Anualmente milhares de turistas visitam o Castelo de Bran achando que estão conhecendo a residência do Drácula, mas este é um dos maiores engodos da história. A verdadeira morada do Conde Vlad 3º é a Fortaleza de Poenari que também fica na Romênia

centro-80910

A verdadeira moradia do Drácula é a Fortaleza de Poenari e não o Castelo de Bran que não há nenhum registro que tenha sido sequer visitado pelo Conde

Um dos mais famosos mitos da literatura mundial, o Drácula causa até os dias atuais dúvidas sobre seu verdadeiro passado. O personagem que foi inspirado no cruel monarca romeno Conde Vlad que era conhecido pela alcunha de ‘O Empalador’ ganhou fama mundial com o livro do romancista Bram Stoker. Desde então, muitos mitos foram criados e a história do verdadeiro Conde e do personagem se misturaram no imaginário popular.

A única certeza é que Vlad 3º nasceu onde hoje está situada a Romênia e que morou na Fortaleza de Poenari. Ao contrário do que se propaga no país eslavo, o Castelo de Bran não serviu como residência para o Conde. O local não consta em nenhum registro histórico sobre o monarca e suas moradias. A confusão foi criada em 1887 quando o escritor Stoker descreveu um castelo em seu livro que se parecia com o de Bran. Até os dias atuais, o país apresenta ambas as estruturas como sendo as moradias do Conde Drácula.

CASTELO DE BRAN

Construído em 1211 por cavaleiros teutônicos, o castelo de Bran fica na região da Transilvânia (Romênia). O prédio da idade média, que possui 57 quartos e nenhum banheiro, se transformou num museu sobre o Drácula. Considerada uma das mais importantes atrações turísticas da Romênia, o ‘Castelo do Drácula’ é na realidade um dos maiores engodos de todos os tempos. Não há nenhuma comprovação histórica que o Conde Vlad esteve no local ou que tenha morado na luxuosa construção.

CASTELO DE BRAN DRACULA

Castelo de Bran

Cerca de 560 mil turistas visitam o Castelo por ano. Recentemente, a propriedade foi colocada a venda por R$ 180 milhões, porém ainda não houve compradores dispostos a desembolsarem o alto valor, o Castelo é considerado uma das maiores e mais importantes atrações turística da Romênia.

centro-79196

Com 89 mil m² de área, o local é um enorme museu sobre o assunto e atrai 560 mil turistas por ano. Com uma movimentação de milhões de dólares anuais dificilmente haverá interesse do governo local e dos proprietários em desfazer a secular confusão. Recentemente, a propriedade foi colocada a venda por R$ 180 milhões, porém ainda não houve compradores dispostos a desembolsarem o alto valor. O edifício fica na belíssima cidade de Brasov e é acessível pela estrada 73.

 

RESTAURANTE SERGIANA

Restaurante muito bom.Comida com pratos tradicionais romenos.Atendimento simpático com os empregados vestidos com trajes regionais.Qualidade /preço também ótimo. Localizado em um porão no centro histórico de Brasov. Recomendo.

show_upload_viewobjective_1325596164_vsm_3

REST3

 

SERG4

 

 

SIGHISOARA

sig

A iluminação que deixa a cidade ainda mais incrível à noite

Igrejas góticas, ruas estreitas e sombrias, colinas envoltas em bruma. Tudo o que você imaginou sobre a Transilvânia. A capa preta que acompanha o nome desta região da Romênia se materializa num vilarejo chamado Sighisoara. Ali, coincidência ou não, nasceu Vlad Tepes, “o empalador” (urgh!), o príncipe da Wallachia que deu origem à lenda do Conde Drácula (o famoso castelo, no entanto, não é na cidade).

tumu

Aqui nasceu Vlad, o Conde Drácula

tunel

A escada-túnel que leva ao cemitério.

cemi

cemiterio

Linda e sombria nas mesmas proporções, Sighisoara equilibra-se sobre uma colina coberta de casarões do século 16, ruas de pedras e igrejas góticas. O centro antigo é rodeado por uma muralha do século 14, enquanto a parte mais alta é coroada por uma igreja do século 17 e  – buuuu – um cemitério. Para chegar até lá, é preciso vencer 172 degraus cobertos por um túnel de madeira cujo interior é escuríssimo até durante o dia. Parece até montagem mas, no fim da tarde, revoadas de corvos fazem as árvores da praça principal balançar sobre uma estátua que atesta que ele, Vlad, nasceu ali em 1431.

CASA ONDE O DRÁCULA VIVEU (HOJE RESTAURANTE)

casa

Foi em Sighisoara que Vlad Dracul, governante da região da Valáquia, viveu por alguns anos. E foi lá que seu filho, “o filho de Dracul”, aka, Drácula, nasceu.  Está lá em Sighisoara a casa onde Vlad, o Empalador, viveu no início da infância, muito antes de ter esse título tenebroso. Na casa que já foi de Vlad Dracul funciona um restaurante e o Museu das Armas, e o tal local de nascimento de Vlad Tepes no subsolo.

CITADELA

Casarões coloridos e o lado doce da cidade

RUAS

Por outro lado, a cidade tem um lado doce. As casas são impecavelmente pintadas de cores alegres e tudo é absolutamente impecável. À noite, Sighisoara ganha um ar ainda mais especial com a ajuda de uma iluminação cenográfica que destaca as fachadas graciosas – não à toa, havia mais turistas passeando à noite do que durante o dia.

TORRE DE RELÓGIO

TORRE O RELOGIO

A torre do relógio (do século XIV) e a Passagem das velhas mulheres tornam a ascensão à cidadela de Sighişoara mais fácil durante o Inverno para os mais idosos.

IGREJA DA COLINA

IGREJA DA COLINA

A parte mais alta da cidade aonde se encontra a Igreja da Colina.

 

IGREJINHA

SIGHISOARA

No alto da colina.

IMPONENTE IGREJA ORTODOXA

IGREJA ORTODOXA SFANTA TREIME

COMO CHEGAR EM SIGHISOARA, TRANSILVÂNIA?

Uma das melhores formas de chegar a Sighisoara é de trem. A estação (Gara Sighisoara) fica na rua Libertatii 51. De lá, a pé até o centro histórico, são uns 10 minutos, cruzando o rio pela ponte que fica ao lado da Igreja Ortodoxa:

á trens diários de Brasov (2 horas) e Bucareste. Para conferir os horários, cheque o site da empresa ferroviária romena, CFR. O trajeto também pode ser feito de ônibus.

 

SINAIA

CASTELO DE PELES

CASTELO PELES

Uma coisa que você vai perceber se visitar a Romênia, especialmente a região da Transilvânia, é que irá conhecer muitos castelos. De todos, tem um que figura praticamente em todas as listas que já vi de “Castelos mais Bonito da Europa”. Esse é o que dá título ao post: o Castelo de Peles (ou Peles Castle), em Sinaia.

Na verdade, o argumento geral é que Peles não é exatamente um castelo, mas um palácio. A minha opinião é de que se você tiver tempo de conhecer somente um deles, desista de Bran (o tal castelo que inspirou a casa do Conde Drácula), e corra para Sinaia, a terra do Castelo de Peles.

PELE2

O “castelo do Drácula” pode até ser o mais famoso. Mas, em termos de beleza, nada se compara ao de Peles, o grande hit da Transilvânia, na cidadezinha de Sinaia (a 142 quilômetros de Bucareste). Se você já esteve na Rota Romântica da Alemanha, terá certa sensação de déjà vu. Não é por acaso.

JARDIM CASTELO

Jardim em frente ao Castelo

Construído em 1875 em estilo renascentista germânico, foi concebido para servir de residência de verão ao monarca Carol I. Mas o empenho foi tanto que a obra demorou 39 anos e só ficou pronta meses antes do rei passar desta para uma melhor. Coube à rainha, depois disso, espairecer decorando seus 160 cômodos com um pout pourri de estilos mundiais que vão do florentino ao turco, passando pelo austríaco. O interior é uma loucura. E também vale saber que foi o primeiro castelo europeu equipado com calefação – você pensa que os romenos brincam em serviço?

peles5

 

O ditador Nicolae Ceausescu, que não é bobo nem nada, adotou o castelo como sua casa de campo durante o seu interminável governo (de 1967 a 1989) e recebeu ali gente bacana como o presidente americano Richard Nixon e o ditador líbio Moamar Gaddafi.

castelodentro

Para tirar fotos dentro é preciso pagar

Para visitar o seu interior, é possível fazer uma visita guiada de 40 minutos em inglês (ou francês, ou russo ou alemão) ou percorrer os seus cômodos por conta própria com a ajuda de um roteiro distribuído na porta com algumas explicações básicas(entenda se puder). O castelo está cercado de lindos bosques, por onde é uma delícia passear. Para a maior parte das pessoas, a cidade de Brasov, a 44 quilômetros (por uma estradinha cheia de curvas), é a base para visitar o castelo.

 

IMG_7683

Valores de entrada

IMG_7682

Dias de funcionamento

 

 

CASTELO DE PELISOR

CASTELO PELISOR

O Castelo de Pelişor fica a uns 100 metros de Peles, e foi construído pelo sobrinho de Carol I, que o sucedeu ao trono, o Rei Ferdinando. Pelişor é menor: são 70 cômodos, bem decorados, mas menos suntuosos. A entrada custa 20 lei e os horários de abertura são semelhantes aos do Castelo de Peles.

13925042_10210260639022506_1593778293905092480_n

Preços para visitar o Castelo

MONASTERY

MONASTERY

Outra atração é o Monastério de Sinaia, que foi fundado em 1695, nomeado em homenagem ao Monte Sinai e que serviu como residência da família real até a construção do castelo. Hoje, uma ordem monástica ortodoxa habita o local. A entrada é 4 euros.

CENTRO DA CIDADE

A cidade é muito linda, meio estilo Gramado.

CENTRO

PALACE HOTEL

PALACE HOTEL

Arquitetura imponente !!!

 

SIBIÚ ( TRANSILVÂNIA)

 

PRACA PIATA MARE

Praça Piata Mare

PIATA MARE

É o centrão, o coração da cidade. Aqui ficam igrejas, museus, restaurantes, e a área da praça muitas vezes é o local onde acontecem grandes eventos da cidade – . Destaque para a arquitetura – nessa praça estão os prédios peculiares – como as casas com seus telhados típicos, que parecem estar observando você a cada momento – o que ajudou a conceder à essa praça o título de Patrimônio Arquitetônico da Unesco. Coladinho com essa praça está o calçadão de Sibiu, com mercados, restaurantes e comércio diverso, especialmente lojinhas de souvenirs.

PIATA MICA (PRAÇA PEQUENA)

72505399-25dd-41c3-b7c0-838c10a3a44f                                                                                                 

Umas das mais charmosa, na minha opinião. Venha aqui  para ver a Ponte das Mentiras, para chegar na Passagem dos Degraus, para acessar a Praça de Ourives, e também para aproveitar um dos deliciosos e aconchegantes restaurantes da cidade.

.Desça a passagem das escadas para a parte baixa de Sibiu e lembre-se de se comportar na ponte das mentiras. Fazendo uma trilha nas montanhas próximas Făgăraș, você passará por cordilheiras de tirar o fôlego e lagos glaciais serenos.

PONTE DAS MENTIRAS

Ponte das mentiras

Sibiu é um daqueles lugares que vão estar no seu roteiro quando você for dar as caras pela Transilvânia, na Romênia. E pode ir tranquilo, você não vai se arrepender de conhecer a herança histórica, a arquitetura medieval bem preservada e a vibe super alto astral dessa cidade.

Observe que  de tem esses olhos espionando a gente por todo lado nos telhados.

olhos

CATEDRAL ORTODOXA METROPOLITANA SF TREIME

Catedral, construída entre 1902 e 1906, é enorme, quando vista de fora, e maravilhosamente linda, quando você entra nela! Um imenso lustre de ouro se destaca no centro do salão, e a decoração e pinturas nas paredes hipnotizam.

CTEDRAL ORTODOXA

.LUSTRE

BASÍLICA ROMANA CATÓLICA

sibiu-romania

TORRE COUNCIL

TORRE COUNCIL

Torre Council

O Turnul Sfatului, ou Torre do Conselho, está entre a praça principal e a pequena praça de Sibiu. É um emblema da cidade, talvez seu monumento mais conhecido. A torre foi construída no século XIII e foi mencionada pela primeira vez em um documento escrito em 1370. Seu nome vincula-se ao edifício ao lado, que foi o primeiro conselho da cidade.

A torre foi, em sua época, a porta de entrada da cidade, servindo de defesa e integrada à segunda muralha da cidade.

A torre caiu no final do século XVI, porém voltaram a construí-la outra vez. O último nível foi adicionado em 1829 e o telhado que se vê agora é do século XIX. Através dos séculos, a torre foi usada como instalação para armazenar sacos de grãos, depois como prisão… Subindo uma pequena escada pode-se admirar as belas vistas do centro da cidade medieval.

CATEDRAL LUTERANA DE SANTA MARIA

CATEDRAU LUTERANA

Catedral Luterana Santa Maria

interior-de-la-catedral

A Catedral Evangélica de Santa Maria de Sibiu está por trás da Piata Mica, Sibiu a pequena praça. Você vê de longe o quão alto é o seu campanário com 74 metros de altura, é um emblema da cidade. A igreja foi erguida em 1520 no local de uma antiga basílica românica do século XII. O que vemos agora é um pouco a renovação do século XIX. O interior da igreja é gótico, com arcos e pedra funeral digno de interesse. O resto do interior é bastante moderno, mas o interesse é que você pode subir até a torre do sino para ver toda a cidade medieval. A torre tem sete torres mais baixas, e é o mais alto em toda a Transilvânia. A cidade de Sibiu foi então enriquecido com a igreja em seu centro, alegando que seu poder econômico e sua força na frente dos invasores.

RESUTAURANTE

restaurante

Este restaurante em Sibiú é super gostoso e agradável (recomendo)

 

ROMÊNIA – QUANDO IR?

A menos que a ideia seja esquiar (algo que você pode fazer nos arredores de Brasov), evite os meses mais frios (novembro a março). Neva furiosamente, as estradas podem ser interrompidas e você vai penar para estar ao ar livre. Como em todos os países que padecem invernos rigorosos, a Romênia é uma alegria só quando faz calor. Mas ainda que em Bucareste faça bastante calor no verão, a Transilvânia sempre é um pouco mais fresquinha. Estive em Junho e a temperatura estava na casa dos 30 graus.

ONDE FICAR?  COMER?

BUCARESTE – Novotel Bucharest / Hello hotel / Restaurante Caru Cu Bere / Springtime

BRASOV – Main Square Apartments / Apto Garsoniera Ane / Restaurante Sergiana

SIGHISOARA –  BinderBusi Hotel / Pizzeria e Restaurante La Perla

SIBIÚ – Ibis Hotel / Restaurante Super Mamma

 

DICAS:  Trem –  Bucareste / Brasov – 28,10 lei – Percurso – 3 hs (Julho/2016)

Bucareste / Sighisoara – 66,80 lei – 5:45 h

                                 Sighisoara / Sibiú – 13,10 lei – 3 h

                                 Sibiú / Brasov – 37,45 lei – 4:45 h 

                                  Brasov / Sinaia – 6,80 lei – Percurso – 1 h.

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

19 comentários sobre “BUCARESTE,BRASOV,SINAIA,SIBIÚ, SIGHISOARA

  1. Sônia Maria disse:

    Que legal, estive ano passado na Romênia e adorei tudo, principalmente Brasov, Mas estivemos no inverno e estava muito frio, mas deu para aproveitar. Parabens pelas dicas !!!

    Curtir

  2. Joana disse:

    Oba !!! finalmente um post completo sobre a Romênia, procurei na net e nao encontrei, estamos de viagem marcada pra outubro, achei interessante esse roteiro das cidades. Você fez tudo de trem?

    Curtir

    • GARAVIAGEM disse:

      Oi Joana, que legal que esta de viagem marcada pra lá, com certeza irá adorar. É realmente não muitos posts sobre a Romenia não, fiz tudo de trem e aprovei, boa viagem e qualquer coisa estou a disposição !!! Abs.

      Curtir

  3. Maria dos Anjos disse:

    Olá, quantos dias voce acha que são necessários para fazer essas 4 cidades? um amigo esteve ano passado em Sighisoara e adorou. Obrigada !!!

    Curtir

  4. Marli disse:

    Bravo ! Sempre quis conhecer o Leste da Europa, eu e meu marido estamos de olho nas promoções, querendo fazer Rio/Bucareste ainda este ano. Obrigada pelas dicas !

    Curtir

  5. Jisiane disse:

    Estive na Romenia em 2012, e confesso que ja estou com saudades, ainda mais vendo essas fotos lindas ! Na expectativa de um bug pra la rs ! Parabens !!!

    Curtir

  6. Joao disse:

    Como sao os trens da Romenia, confortavel? Viajarei pra la em outubro e pretendo fazer tudo de trem, o que acha, ou é melhor alugar um carro? Obrigado !

    Curtir

  7. Sueli Bersot disse:

    Olá! Estou pensando em ir para a Romenia agora em junho e a idéia seria chegar em Bucareste, ficar apenas um dia por lá e seguir para Brasov, ficando por lá uns dois dias e de onde eu iria um dia para Sighsoara. Depois disso ir para Sibiu, ficar dois dias e retornar para Bucareste, para de lá seguir a viagem pelo leste europeu.
    Vc sabe me dizer se há trens de Sibiu para Bucareste e quanto tempo leva?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s