CIDADE DO CABO

Cape Town (Cidade do Cabo) é uma parada obrigatória para quem pensa em viajar para a África do Sul. A cidade é maravilhosa e lembra o Rio de Janeiro em muitos aspectos, com uma geografia muito peculiar e uma beleza natural indescritível. Não é à toa que ela é a cidade mais visitada do continente africano. Turistas do mundo inteiro vão em busca de belas praias, grandes montanhas e paisagens maravilhosas. A cidade também oferece bons restaurantes, várias opções de lazer e compras e uma vida cultural muito rica.

No aeroporto comprei o cartão my city que ti da direito a se locomover pela cidade, paguei 50 rands + 30 do aeroporto ao centro da cidade de bus, pelo cartão que depois você pode recarrega-lo. Mas em compensação o Uber na cidade do Cabo é muito barato, o trajeto aeroporto-centro sairia por  62 Rands e se você estiver em 2 ou 3 pessoas melhor ainda.

17309317_10212436987069847_8778176420948427980_n

A África do Sul, pra mim, é um mega exemplo de superação. Passou por cima de um dos piores momentos da história da humanidade, na minha opinião: o apartheid, que classificou o povo por sua “raça”, e permitiu, legalmente, que a minoria branca oprimisse a maioria negra. 

O país tem 53 milhões de habitantes e a Cidade do Cabo, capital legislativa, tem população estimada em 3,7 milhões de habitantes (a segunda cidade mais populosa da África do Sul, ficando atrás apenas de Joanesburgo, com 4,4 milhões). O país tem 3 capitais, e apesar de muita gente achar o contrário, Joanesburgo NÃO é uma delas. As capitais são: Pretória (executiva), Cidade do Cabo (legislativa) e Bloemfontein (judiciária).

MAPA-AFRICA-DO-SUL

A moeda da África do Sul é o Rand Sul-Africano (ZAR). Ja levei a moeda comprado no Brasil, mas para quem não levar a moeda já trocado  acho bom trocar um pouquinho no aeroporto mesmo, logo na chegada, porque não aceitam moeda estrangeira em lugar nenhum. E depois trocar mais Rands em uma casa de câmbio que valha mais a pena. No Waterfront de Cape Town há várias (lembro de um quiosque dentro do shopping Victoria Wharf, no Waterfront). O Rand sofreu uma recente (e forte) desvalorização, então, para nós, brasileiros, está valendo super a pena!! Uma viagem a África do Sul não sai neeeeem perto do que custaria uma viagem para os Estados Unidos ou para a Europa, por exemplo. Tudo sai muito em conta e os preços de restaurantes, hotéis e atrações são super justos.

Nesse post apresento uma sugestão de roteiro do que se da pra fazer em  5 dias em Cape Town, que é o numero de dias que eu considero ideal para conhecer tudo de bom que a cidade tem para oferecer. A melhor forma de conhecer bem a cidade é alugando um carro, já que muitas atrações estão distantes da região central.

TABLE MOUNTAIN

O primeiro dia em Cape Town começa com uma visita ao principal cartão postal da cidade, a Table Mountain, uma grande montanha com topo achatado, localizada na região central e facilmente visível de boa parte da cidade. Ela está a poucos minutos do centro, com acesso pela rodovia M62 e pela Tafelberg Road. O caminho é de fácil acesso e muito bem sinalizado. Pode-se subir a pé através de trilhas de forma gratuita, ou pelo bondinho ao custo de 225 rands ida e volta. Lá em cima é permitido caminhar livremente pelo topo da montanha e curtir o visual incrível que se tem de toda a Península do Cabo dos mais variados ângulos.

table3

Table Mountain

É preciso ter um pouco de sorte para conseguir visitar a montanha, pois dependendo das condições climáticas o bondinho não funciona. A região costuma sofrer com fortes ventos durante o ano inteiro e as vezes as nuvens resolvem estacionar sobre a montanha, prejudicando a visibilidade e impedindo a visita. Quando passei cinco dias na cidade, a Table Mountain só esteve aberta para visitação durante 3 dias. Por isso sugiro visita-la na primeira oportunidade possível!

table1

Antes de ir da uma olhada no site, pois lá informa se está aberta para visitação ou não.

table2

http://www.tablemountain.com

Dica: Fomos de Uber saindo do centro ao topo aonde se compra ingressos e pagamos 50 Rands, super barato…. Fev/2017.

CAMPS BAY

IMG_3756

Camps Bay beach

Camps Bay é a praia mais baladada da Cidade do Cabo, ponto de encontro de modernos e descolados, seja para aproveitar o sol num dia quente de verão ou para curtir os bares e restaurantes num happy hour após um longo dia de trabalho. É também uma das mais bonitas da península, com um cenário que tem ao fundo a cadeia montanhosa Twelve Apostles (Doze Apóstolos), à direita a montanha Lion’s Head (Cabeça de Leão) .

Para chegar até lá resolvemos ir de bus,  o bus 108 ou 109 ti deixa na praia.

IMG_3766

A maior parte do agito acontece na Victoria Road, a principal rua de Camps Bay. Lá estão alguns dos melhores restaurantes da cidade, lojas, hotéis chiques e também casas e condomínios de cinema. Um grande calçadão repleto de palmeiras acompanha a rua na beira da praia, por toda a extensão da orla. Em ambos os lados da rua é permitido estacionar e há vários flanelinhas para cuidar do carro. Uma das partes mais movimentadas da rua é o centro comercial The Promenade, com diversos restaurantes bacanas. Foi lá que almoçamos nesse dia, no bar/restaurante “Café Sofia”, especializado em comida espanhola.

IMG_3842

Por do sol – Camps Bay

A praia de Camps Bay não é muito grande, mas também não pode ser considerada pequena. A faixa de areia é larga, a água cristalina e muito geleada e o mar é um pouco agitado. Quando visitamos era inverno e, apesar de fazer um dia quente, não havia praticamente ninguém pela praia. Próximo às pedras, na parte central da praia, há algumas piscinas artificiais abastecidas com água do mar, permitindo aos banhistas curtir o local com bastante segurança.

IMG_3762

CLIFTON BEACH

É outra praia muito requisitada na Cidade do Cabo e apesar de não ser tão grande quanto Camps Bay é tão badalada quanto. Possui diversos prédios e casas incríveis e muitos guindates com obras a todo o vapor. Reduto de milionários, lá estão alguns dos imóveis mais caros da África do Sul. Ela é acessada pela continuação da Victoria Road, partindo de Camps Bay em direção ao centro da cidade.

praia-clifton

Clifton beach

A praia está dividida em quatro partes, chamadas Clifton 1, 2, 3 e 4. Elas estão uma do lado da outra e são divididas por porções de pedras. Cada uma das praias possui suas características próprias no que se refere ao público que as frequentam. A primeira praia é mais tranquila. A segunda é um publico mais familiar. A terceira é a praia dos gays e a quarta é a praia mais badalada, com a turma sarada e bronzeada.

SIMONSTOWN

25

Simonstown

Muito legal ir para Simonstown de trem é uma aventura e tanto, o trajeto demora em média 2 horas e o trem vai parando nas estações, ( 35 Rands por pessoa )então aproveite pra curtir a paisagem, de lá aproveite para ver os pinguins em Bolders beach que fica uns 2 km……

Em Simon´s Town você vai querer conhecer a  famosa praia de Boulders – uma área de proteção marinha. Sua fama é devido a presença de uma colônia com mais de 3000 pinguins africanos que vivem livres na natureza.

BOULDERS BEACH

uma pequena praia na costa leste ao sul da Península do Cabo, muito famosa por ser o local que os pinguins africanos escolheram para ser sua colônia reprodutiva. A observação dos pinguins pode ser feita na beira da praia, com acesso pago, ou por uma passarela no meio da mata, de forma gratuita.

IMG_3423

Boulders beach

IMG_3429

MERGULHAR EM GAIOLA COM TUBARÕES BRANCOS

Aventureiro, ecoturista ou simplesmente felícia, seja qual for o seu perfil, não dá para sair da Cidade do Cabo sem ter mergulhado no mar infestado de tubarões brancos. Pela popularidade desse passeio é claro que ele também vai ganhar uma resenha própria com muitas dicas…Enquanto isso…

gaiola1

Barco com as gaiolas

Existem diferentes formas de realizar este passeio, assim como em diferentes localidades e o importante é planejar a sua viagem para a melhor época da temporada. Então se a intenção for mergulhar de gaiola as chances são consideravelmente melhores de Junho a Dezembro. E pelo que vi a maior parte dos mergulhos acontecem em Gansbaai, localizada a cerca de duas horas de Cape Town.

tubarao

Tubarão branco uiaa

Este é um passeio que vai levar um dia inteiro e que é melhor reservar com antecedência. Existem uma dezena de opções pra você escolher e qualquer bom hotel que se preze terá uma indicação, mas  por segurança você pode reservar com bastante antecedência do Brasil mesmo. Como também depende das condições climáticas é bom não deixar pra última hora e acompanhar bem a previsão, já que a maioria das operadoras não devolve o dinheiro caso nenhum tutuba de o ar da sua graça para a sua expedição. Em geral nas pesquisas que fiz, as agências davam um voucher para uma nova tentativa caso a sua fosse frustrada.

CABO DA BOA ESPERANÇA

É na Reserva Natural de Cape Point, na península do Cabo, que está situado o Cabo da Boa Esperança, passeio clássico presente em qualquer roteiro de quem vai a Cidade do Cabo. Esta reserva faz parte da Table Mountain National Park.

cabo1

Cape Point ou ponta do cabo visto do alto após subida pelo funicular

Declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO o valor do Cabo da Boa Esperança não está apenas na sua beleza natural e na riqueza de sua flora e fauna, mas também por sua importância histórica na descoberta de rotas marítimas que ligassem o ocidente ao oriente, tendo sido “batizado” de Cabo das Tormentas por Bartolomeu Dias devido ao tempo constantemente ruim e imprevisível que levou a muitos naufrágios na região… O ponto mais extremo é o Cabo das Agulhas o qual pode ser avistado do ponto mais alto do Cabo da Boa Esperança e é lá naquele outro cabo que ocorre o encontro dos oceanos Atlântico e Índico. Mas chega de blá blá blá porque você não está aqui pra ler história….

cabo2

Cabo da boa esperança visto de cape point

Aberto diariamente, porém em horários distintos que variam conforme o período, o melhor é visitá-lo de carro mesmo. A reserva é enorme e contém inúmeras trilhas a serem percorridas a pé, de bike ou carro. São muitos também os pontos de observação sendo o principal o cume na ponta do cabo, o qual é acessado por um funicular que te leva até o topo onde uma visão sem igual de 360º do continente africano lhe aguarda!

cabo3

Visual do Two Oceans Restaurant para a baía False Bay. Dizem que com sorte, de julho a novembro, é possível ver as famosas baleias da costa da África do Sul navegando por False Bay.

Chegue cedo, de preferência pelo horário do almoço, e aproveite para fazer a sua refeição no restaurante Two Oceans com uma impressionante vista para a baía de False Bay, mas não sem antes parar no Centro de Informações Turísticas para pegar seu mapa , planejar sua visita e conferir uma pequena exibição de achados arqueológicos, fauna e flora locais.

cabo4

Para quem não quer subir de funicular é possível fazer uma longa caminhada até o cume onde está o farol Cape Point Lighthouse construído em 1913.

LONG STREET

Uma das principais ruas do centro da Cidade do Cabo é a Long Street, conhecida pelo comércio popular e também pelo agito de seus bares e restaurantes. Próximo à ela está o Greenmarket Square, um mercado popular de rua, com várias barracas espalhadas pela praça, vendendo basicamente artesanato local, como pinturas, esculturas, ovos de avestruz pintados, entre outras coisas. Outra rua de comércio bem conhecida é a Kloof Stret, uma continuação da Long Street.

market1

market3

market4

O passeio pelo centro da cidade pode terminar com uma volta pelo bairro Bo-Kaap, que pertence à comunidade muçulmana e é famoso pelas suas casinhas coloridas.

cor

WATERFRONT

Waterfront é um grande complexo localizado junto à zona portuária da Cidade do Cabo, considerado a atração mais visitada da África do Sul e um dos portos em operação mais antigos do país. É uma grande área que reúne restaurantes, cafés, hotéis, condomínios residenciais, prédios comerciais, shopping center, marina, estaleiro, mercado de artesanatos, museus e áreas de lazer e entretenimento. É de lá que parte o barco com destino à Robben Island e também vários outros passeios de barco e helicéptero. O Waterfront é um local tão agradável que dos seis dias que estivemos na cidade, passamos pelo menos umas quatro vezes por ele.

water1

Uma das principais atrações é o shopping Victoria Wharf, que possui mais de 450 lojas, incluido as principais grifes e lojas de departamento. É um dos maiores shoppings da cidade e, na minha opinião, o melhor. Possui várias opções de alimentação, incluindo grandes restaurantes na área externa. Almoçamos lá duas vezes: no primeiro dia no restaurante Karibu, especializado em comida típica africana; e em outro dia no ótimo Tasca, especializado em comida portuguesa e turca. Falarei mais sobre ambos no post com dicas de restaurantes em Cape Town. O visual que se tem da cidade com a Table Mountain ao fundo, ao almoçar na área externa desses restaurantes, é incrível!

water2

s lojas, tanto do shopping quanto as outras localizadas pelo Waterfront funcionam diariamente das 9h às 21h, incluindo domingos, exceto o VeA Craft Market and Wellness Centre, um grande mercado de artesanato, que funciona das 9h30 às 18h. Esse mercado é bem grande e organizado, bem diferente das feiras de rua que também vendem artesanato. Entre os objetos em exposição estão telas pintadas a mão, esculturas feitas em pedra e pinturas em ovo de avestruz, entre vários outros.

water3

SAFÁRI – ÁQUILA – DAY TRIP

Não queria ficar 2, 3 dias em um Safari, então resolvi escolher aquele Safari que você passe o dia inteiro la, ou seja, sai de manhã e volta a tarde .Realizar um Safari Africano é uma experiência que todos deveriam ter. É uma aventura diferente, onde cada descoberta é uma surpresa, que nos remete à nossa infância.

IMG_3883

Safari

Onde a cada final do dia nos deparamos conferindo os animais que cada um conseguiu avistar ao longo do passeio, como a ânsia de encontrar o big five, os cinco animais mais selvagens da África: leão, leopardo, elefante, rinoceronte e búfalo, o desafio do turista e ver todos e trazer na lembrança a maravilha e a simplicidade que a natureza pode nos presentear.

IMG_3878
Momentos deliciosos que só um passeio como esse pode proporcionar, como ver as pegadas dos bichos, o rosnar de um leão, manadas de elefante, apreciar as girafas tão esguias. E as zebras então, com suas listras tão perfeitas. A sensação de conhecer a natureza selvagem, fazer as trilhas, respirar ar puro, a experiência de estar próximo aos animais tão ferozes e ao mesmo tempo em que dividem território com outros mais dóceis como as impalas, faz desse passeio tão incrível uma experiência única, com gostinho de querer mais.

IMG_3881

Após duas horas e meia de excursão pelo parque, encontre-se com seu anfitrião para voltar à Cidade do Cabo, onde você chegará ao final da tarde.

No geral o passeio foi muito bom, com café da manhã e almoço incluso.

Não é muito barato, paguei em torno de 600 reais por um dia de Safari, pesquisei bastante antes e o Aquila foi o melhor preço que encontrei.

Pelo site abaixo da para comprar o Safari mesmo estando ainda no Brasil
Gostei desse site porque eles te oferecem vários tipos de Safari, pra te pegarem no hotel incluso transporte é um preço ou somente as entradas sem transporte caso você esteja de carro…

BALADA

THIRTY ONE (31):

A casa noturna mais louca durante o verão de Cape! A boate fica no terraço do prédio da Absa, no 31º andar, com uma vista da cidade de tirar o fôlego. As atrações da casa durante os meses de baixa temporada deixam à desejar, mas no verão é um dos lugares mais badalados e disputados da noite. E cá entre nós, só essa vista  em 360 graus já vale a visita!

IMG_3268

Quem quiser acessar o site, clica aqui. ( Achei o valor da entrada super preço bom 100 Rands)

Dica: Você pode alugar uma mesa com consumação mínima, eliminando assim o valor da entrada. 2- Muita gente bonita durante o verão.

VINÍCOLA GROOT CONSTANTIA

O distrito de Constantia é a região mais antiga de produção de vinhos da África do Sul, com os primeiros vinhedos plantados por volta do ano 1600, trazidos de navio pelos holandeses. O local, que também é conhecido como Constantia Valley (Vale Constantia), está localizado bem na parte central da Península do Cabo, a pouco mais de 10 minutos do centro de Cape Town. A localização geográfica aos pés de uma região montanhosa, o tipo de solo e o relevo dos terrenos onde estão localizados os vinhedos proporcionam características únicas no território sul-africano para produzir vinhos de qualidade superior.

vinicola1

A primeira vinícola começou a produzir vinhos em 1685 na fazendo do então governador da Colônia do Cabo, Simon van der Stel. Ele tinha a posse de boa parte das terras da região e denominou a região de Constantia em homenagem a sua filha. Com a sua morte, em 1712, a propriedade foi dividida e as várias partes do terreno foram vendidas, originando as outras vinícolas que existem até hoje. Atualmente oito vinícolas compõem a rota do vinho de Constantia: Groot Constantia, High Constantia, Constantia Uitsig, Steenberg Vineyards, Klein Constantia, Buitenverwachting, Constantia Glen e Eagle Nest Wines.

vinicola2

A vinícola que escolhemos para visitar foi Groot Constantia, a maior, mais antiga, e considerada a principal da região, localizada na área da fazenda do antigo governador, onde estão muitos dos edifícios originais com estilo de arquitetura holandesa, incluindo a mansão principal. Esta área é conhecida como “o berço do vinho sul-africano”. A vinícola é administrada pela Groot Constantia Trust, uma empresa sem fins lucrativos, cujo objetivo principal é preservar a história e a produção do local, honrando o nome de vinho Sul-Africano. Todo o lucro obtido com a venda dos vinhos é reinvestido na produção dos vinhos e na manutenção da propriedade.

vinicola3

Para chegar até ela, tivemos que pegar as rodovias M4, M3, M41 (Constantia Main Road) e depois entrar na Groot Constantia Road. O caminho é um pouco complicado, mas com a ajuda do GPS foi fácil. Há várias vinícolas pelo caminho, a Groot Constantia é a última delas. Na entrada há um grande portal branco indicando com o nome da vinícola e um guarda para receber os visitantes e entregar um mapa da propriedade.

A um grande passeio guiado por todo o processo de produção de vinhos e com uma degustação no final. Esse tour acontece de hora em hora, das 10h às 16h, ao custo de 38 rands (R$9,50) por adulto e com duração aproximada 45 minutos. O guia dominava bem o assunto e nos explicou todas as etapas do processo de produção, desde à colheita das uvas até o produto final, mostrando os tanques e barris onde estão armazenados os vinhos, explicando as diferenças existentes entre cada tipo de uva e de vinho. O guia falou também sobre os diferentes tipo de solo que há na propriedade, os tipos de rolha utilizados para fechar as garrafas e também as variações existentes nos tipos de madeira que são feitos os barris e como elas podem influenciar no sabor final do vinho. Foi uma verdadeira aula, muito interessante e esclarecedora, principalmente para leigos no assunto como eu.

Depois da visita à produção acontece a degustação de vinhos, numa sala própria para isso. São provados cinco tipos diferentes de vinho: um branco (Sauvignon Blanc), um rosé (Blanc de Noir), dois tintos (Merlot e Shiraz) e um de sobremesa (Port). Todos, obviamente, são produzidor na própria vinícola. Antes de provar, o guia nos falava sobre as particularidades e os gostos de cada um deles. A quantidade de vinho em cada taça é de aproximadamente dois goles, menos de meia taça, o suficiente para sentir o sabor do vinho. Junto às taças há um pacote de biscoito, uma jarra de água e também uma tabela com os preços e a descrição dos vinhos.

tacas

No final é possível comprar as garrafas não só dos vinhos provados, como de outros que não fazem parte da degustação. Infelizmente não compramos nenhum, pois achamos que poderia dar problemas para embarcar com as garrafas dentro da mala. Mas depois fiquei sabendo de pessoas que já fizeram isso e não tiveram problema. Uma pena, pois os vinhos são muito bons e não são exportados para o Brasil ainda, sendo praticamente impossível encontra-los por aqui.

vinicola4

Recomendo muito essa visita à vinícola Groot Constantia. O lugar é bonito, o passeio guiado pela produção é bem interessante e a degustação de vinhos é muito boa e barata. A visita pode ser uma alternativa para quem não tem tempo ou carro alugado para ir até Stellenbosch, a principal área de produção de vinhos da região. O Vale Constantia está mais próximo do centro da Cidade do Cabo e o ônibus City Sightseeing Cape Town possui uma parada especial dentro da vinícola.

Groot Constantia
Constantia Main Road, Cape Town 7806, South Africa
GPS: 34 01’ 37,03” S ; 18 25’ 28,84” E
Cellar tour: De hora em hora, das 10h às 16h.
Preço cellar tour: 38 rands (R$9,50)
Site oficial da vinícola: www.grootconstantia.co.za
Site oficial do Vale Constantia: www.constantiavalley.com/

DICA: As tomadas na África do Sul têm três pinos arredondados, porém boa parte dos hotéis utiliza padrões de tomadas internacionais que temos no Brasil, como aquelas tomadas com dois pinos chatos ou dois pinos redondos. Adaptadores podem ser comprados em supermercados ou requisitados na recepção de seu hotel. A rede elétrica é de 220v.

IMG_3199

Segurança
Fala-se muito sobre os altos índices de violência em algumas cidades da África do Sul e muita gente tem receio de visitar o país por conta disso. Durante nossa viagem achamos a cidade segura e não tivemos qualquer contratempo. É preciso tomar o mesmo tipo de cuidado que se toma nas grandes cidades brasileiras e ter ciência de que praticamente não se anda a pé à noite, a não ser em algumas áreas específicas. Não recomendamos caminhar em lugares ermos durante a noite (como o centro), nem andar com pertences valiosos. No centro, por exemplo, a dica é proteger sua bolsa e não deixar nada nos bolsos, que costuma ser alvo mais fácil para os trombadinhas.

Tax Refund
– Parte do valor gasto com as compras na África do Sul pode ser reembolsado. Produtos como roupas, perfumes e outros objetos podem ter o VAT (imposto sobre valor agregado) devolvido. Para fazer a operação não há mistério, basta seguir algumas etapas:
1 – A parte crucial para ter seu reembolso é guardar a nota fiscal (tax invoice) de todos os produtos que você comprar e juntá-las até o final da viagem.
2 – Quando estiver próximo de voltar para o Brasil, vá a um VAT Refund Office (em Cape Town, fica na Torre do Relógio do Waterfront) com as notas ficais e seu passaporte. Nesse local as notas fiscais serão analisadas e você passará a ter um documento com dados do reembolso (VAT Refund Claim).
3 – Já no aeroporto, antes de fazer seu check-in, você deve procurar um posto VRA em posse do VAT Refund Claim. Nesse local suas compras podem ser inspecionadas para garantir que você está portando os produtos em questão.
4 – Depois da confirmação, basta seguir ao escritório VRA, onde será feito o pagamento do reembolso do imposto.

Para maiores detalhes, consulte o site do Tax Refund, que tem todos os detalhes sobre esse procedimento.

Gostou das nossas dicas ?  Então se joga em Cape Town…..

ONDE FICAR ?

Holiday Rentals Cape Town

QUANDO IR ?

O verão (de dezembro a março) é o período mais seco do ano, com temperaturas médias em torno dos 21ºC, mas que em dias extremos ultrapassam os 30ºC. É nesse período que a cidade recebe mais turistas, tem mais festas e vive seu esplendor. Essa é, também, a época em que as praias ficam cheias de gente na areia. “Areia” mesmo, pois o mar é gelado o ano todo e poucas pessoas se arriscam a dar um mergulho. Diz-se, inclusive, que o mar é mais gelado no verão do que no inverno, devido às correntes marítimas.

O inverno, por outro lado, apresenta temperaturas amenas, na casa dos 13ºC, mas que durante a noite podem ser inferiores a 8ºC. O inverno, principalmente entre maio e agosto, vem acompanhado de dias mais chuvosos e nublados, roupas mais quentes e cidade mais vazia. Nessa época do ano, os dias de céu limpo e pouco vento são bem valorizados e ideais para fazer passeios ao ar livre ou subir a Table Mountain.

ONDE COMER?

Royale Eater ( Na Long Street ) / Harbour House ( Waterfront )

Essa viagem foi mais uma mega promoção de passagens da TAAG, pasmem, a passagem saiu por menos de mil reais, isso mesmo……. Fev/2017…..

Anúncios

8 comentários sobre “CIDADE DO CABO

  1. Neia disse:

    Que linda a foto com os Pinguins, meu Deus nao vejo a hora ! Contando os dias para essa viagem rs ! Gostei da dica de ir de trem !

    Grato !

    Neia

    Curtir

    • GARAVIAGEM disse:

      Olá, Zelia, obrigado e desculpe pela demora em responder, pois só voltei de viagem essa semana. Então, de manhã sempre é mais lotado, mas não tem horario especifico, verifique no site antes se as condições metereologicas estão boas. Abraços !

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s