LONDRES

Vibrante, moderna, cosmopolita e  elegante, movimentada, riquíssima em cultura e opções de entretenimento. Características como essas, entre tantas outras, deixam claro por que Londres é um dos destinos mais procurados do mundo. A capital da Inglaterra e do Reino Unido é, também, a sede da monarquia britânica, cidade que abriga o Big Ben e tantos outros cartões-postais famosos, como a ponte da Torre de Londres, que fica às margens do rio Tâmisa; o palácio de Buckingham; a Abadia de Westminster, além de vários museus interessantíssimos.

londrescima

London

Prepare-se para dias muito intensos; é preciso ter bastante pique se a intenção é conhecer bem a capital inglesa. Por esse motivo, recomenda-se uma estadia de, no mínimo, quatro dias. Boa parte das principais atrações de Londres se concentram nas zonas 1 e 2 (levando em consideração o mapa do transporte público) e é possível, além de bastante agradável, ir a pé de um ponto turístico a outro. Mas o mais provável é que o visitante faça bastante uso do eficiente transporte público local (o metrô, por exemplo, é considerado um dos melhores do mundo).

25

A língua oficial é o inglês e o turista que domina esse “idioma universal” não terá dificuldades, mesmo que o elegante sotaque britânico seja um pouco difícil de entender, no início. Porém, como toda cidade cosmopolita que se preze, Londres reúne pessoas do mundo todo; incluindo uma quantidade enorme de brasileiros, habitantes ou apenas turistas. A moeda local é a libra esterlina (Pound sterling), considerada uma das mais fortes economicamente (superando o dólar e o euro). E mesmo que à primeira vista tudo pareça demasiadamente caro, saiba que é possível pechinchar e encontrar boas ofertas.

fone

aquela foto clássica

Explore cada cantinho das charmosas ruas e avenidas desta que é a maior e mais importante cidade da Inglaterra; ande em um dos tradicionais ônibus de dois andares e tenha uma visão privilegiada de lugares inesquecíveis. Como manda o figurino, tome o chá das 17h em algum café ou casa especializada ou caminhe em um dos parques repletos de verde, extremamente limpos e bem conservados.

A topografia e a geografia da cidade também mudaram. O novo ponto de referência é o Shard com seus 330 metros de altua, um edifício em forma de obelisco que domina a margem do (despoluído) Tâmisa. Uma nova Londres está acontecendo no leste, onde o bairro de Shoreditch, colado à City, já se estabeleceu como o pólo de uma noite animada e democrática.

Por coincidência desembarcamos em Londres bem no dia do atentado 22/03, por sorte do destino neste dia não fomos passear na região turística do Parlamento. A cidade estava um caos, helicópteros sobrevoando, policiamento reforçado, a região do Parlamento toda fechada…. mas graças a Deus tudo correu de acordo !!! bom ! depois do susto então vamos explorar a cidade que é linda demaiss….

shard

Edificio Shard com a tower Bridge

come-se muito bem em Londres. E até mesmo barato: proliferam na cidade redes de restaurantes moderninhos, com pegada étnica, que ajudam a fazer render mais as suas libras.

Abaixo, 18 lugares essenciais para visitar em Londres !!!

LONDON EYE

O visitante que seguir a pé em direção à margem sul do rio Tâmisa vai se deparar com a London Eye, uma roda de observação de 121 metros de altura que oferece uma das melhores vistas da capital inglesa. Inaugurada em 2000, a atração é formada por cápsulas com lateral de vidro que comportam 25 pessoas, cada uma, sem aperto. O passeio dura 30 minutos (uma volta, no total) e é bastante suave, mesmo em dias de muito vento.

roda2

London Eye

london eye

London Eye

Devido ao fato de ser uma das atrações mais famosas de Londres, a London Eye está sempre repleta de visitantes e longas filas. A dica é comprar o ingresso com antecedência no website do local, onde é possível reservar dia e horário — caso contrário, chegue cedo para curtir o passeio, que será ainda mais especial se o dia estiver ensolarado.

Tíquetes individuais (adulto) custam a partir £23,45 e podem ser adquiridos online. Entradas combinadas para a London Eye e várias outras atrações de Londres, como o aquário Sea life (bom programa para crianças) e o museu de cera Madame Tussauds, também podem ser adquiridas no site oficial. Vale a pena aproveitar o desconto!

Confesso que achei bem interessante o passeio, já tinha subido na roda  gigante de Las Vegas que é deslumbrante também, mas a vista de Londres é mais glamourosa rs, estava um dia ensolarado, difícil de acontecer em Londres, a visão lá de cima é magnífica, vale a pena.

Westminster Bridge Rd, Londres – CEP: SE1 7PB
Telefone: +44 870 990 8883
Site: http://www.londoneye.com
Horário: Seg–Dom: 10:00–21:00

BIG BEN / PARLAMENTO BRITÃNICO

Das atrações situadas às margens do rio Tâmisa, o Parlamento Inglês, com certeza, é uma das que mais chamam a atenção do visitante. É nesse edifício em estilo gótico que está o famoso Big Ben, que pesa 13 toneladas e é responsável pelas badaladas ouvidas pelos habitantes da capital inglesa há anos. O nome Big Ben, entretanto, é apenas o apelido do objeto, que é oficialmente conhecido como Clock Tower, Great Bell e Great Clock.

roda

Big Ben

É possível assistir às seções do Parlamento sem pagar nada, porém a entrada está sujeita à disponibilidade de assentos. Nossa dica é o tour guiado (com duração de 75 minutos), que leva o visitante a algumas das partes mais importantes do local ao preço de £25,50 (adultos). Confira dias, horários de visitação e outras informações importantes aqui.

marlamento

Parlamento

Parliament Sq, City of Westminster – CEP: SW1A 0AA
Telefone: +44 20 7219 3000
Site: http://www.parliament.uk/visiting

 

PALÁCIO DE BUCKINGHAM

O Palácio de Buckingham é a residência oficial (e também onde ficam os escritórios) da monarquia britânica, em Londres, desde 1837. O prédio possui nada menos do que 775 quartos e, além de servir de base para o monarca e sua família, lá também são realizadas várias cerimônias reais e visitas de Estado. Como um dos pontos mais visitados da capital inglesa, a área do palácio está sempre repleta de turistas (aos domingos e feriados nacionais, o trânsito local é liberado apenas para pedestres).

palacio de bug

Palácio de Buckingham

Entre os meses de maio e julho, diariamente, acontece a troca da guarda em frente ao palácio. A cerimônia começa às 11h30 e a dica para quem quiser ver tudo de perto é chegar mais cedo. Durante o verão, quando a rainha Elizabeth II passa a temporada na Escócia, é possível visitar algumas dependências do local, como as salas de Estado e o estábulo real. Você pode conferir datas, horários e preços de ingressos aqui.

Outra boa dica é visitar os belos Jardins de Buckingham, que ficam ao lado do palácio real.

Buckingham Palace Rd, Londres – CEP: SW1A 1AA
Telefone: +44 20 7766 7300
Site: http://www.royalcollection.org.uk

PICCADILLY CIRCUS

Piccadilly Circus é um dos pontos turísticos mais fotografados de Londres. Não precisa nem questionar se vale a pena conhecer. Trata-se de uma daquelas fotos essenciais de quem passou pela cidade. E, se você viajar para Londres, cedo ou tarde passará por aqui, seja para conferir a estátua de Eros ou para conhecer as diversas lojas dos arredores. Alerta: você será atropelado por hordas de turistas.

picadilly

A melhor maneira de se chegar lá é de metrô, a estação se chama Estação Piccadily Circus, e pode se chegar lá por meio da Piccadily Circus Line e Bakerloo Line.

A área é rodeada de várias atrações turísticas, incluindo a estátua de Eros , os bares e teatros do West End londrino, incluindo o “Criterion Theatre” que aí está localizado, Leicester Square (a cinco minutos de distância) e várias lojas.

eros

Estatua de Eros

Em Picadilly existem muitos restaurantes e muitos lugares onde se podem comprar ingressos para peças de teatro e musicais. Os musicais valem a pena para quem fala inglês, mas também valem a pena para quem não fala, pois são  belos espetáculos.

museu

Museu do absurdo: Ripley’s Believe it or Not !
Outras lojas que se localizam em Piccadily são LyllyWhites (loja de material esportivos com preços ótimos, mas sempre muito cheia), Cool Britania (gigantesca loja de souvenirs), e Gap (loja de roupas), entre outras.

TOWER BRIDGE

Tower Bridge, famosa ponte da torre erguida sobre o rio Tâmisa e um dos monumentos que mais simbolizam a capital inglesa, está na parte leste da cidade. A ponte que se abre para a passagem de embarcações, atualmente por meio de sistema hidráulico, foi construída entre 1886 e 1894 e conecta os distritos de Southwark e Tower Hamlets. O visitante pode conhecer toda a história do local e admirar uma bela vista da cidade no Tower Bridge Exhibition, um tour que custa £8 (adultos) e £3,40 (crianças e adolescentes de 5 a 15 anos de idade). A visitação ocorre de abril a setembro, das 10h às 18h, e de outubro a março, das 9h30 às 17h30.

6

A pouco mais de 1 km a pé da Tower Bridge, está a Tower of London (A Torre de Londres), um ponto turístico realmente imperdível e repleto de fatos históricos. A White Tower começou a ser erguida em 1080 por William, o Conquistador, e lá o visitante vai encontrar uma impressionante coleção de armas e instrumentos de tortura. Já Tower Green é o local onde foram decapitadas Ana Bolena e Catarina Howard, esposas de Henrique VIII.

As dicas são chegar cedo para evitar filas e não deixar de conferir as pedras preciosas pertencentes às Joias da Coroa, que são de tirar o fôlego. O ponto turístico está aberto para visitação de terça-feira a sábado, das 9h às 17h30, e aos domingos e segundas-feiras, das 10h às 17h30.

Mais informações e compras de ingressos com desconto no website do local.

Tower Bridge Road London, Londres
Telefone: 44 (0) 20 7403 3761
Site: http://www.towerbridge.org.uk/

ABADIA DE WESTMINSTER

A Igreja do Colegiado de São Pedro em Westminster mais conhecida como Abadia de Westminster (em inglês:Westminster Abbey) é uma grande igreja em estilo gótico na Cidade de Westminster, sendo considerada a igreja mais importante de Londres e, algumas vezes, de toda a Inglaterra. É famosa mundialmente por ser o local de coroação do Monarca do Reino Unido. Foi construída no século XI e reformada e concluída entre os séculos XIII e XIV, sendo desde sua fundação até o século XVI uma igreja católica quando foi convertida em igreja anglicana. Entre 1546 e 1556 obteve estatuto de Catedral e atualmente é uma Royal Peculiar.

abadia

Abadia

O primeiro lugar de culto no local onde hoje se encontra a Abadia de Westminster foi fundado no ano 616 após um pescador do Rio Tâmisa ter tido uma visão de São Pedro. Na década de 970, São Dunstan da Cantuária fundou no local uma comunidade de Monges Beneditinos, mas só entre os anos de 1045 e 1050 é que foi construída a abadia em pedra pelo rei Eduardo, i Confessor, que aqui foi enterrado após a sua morte. A abadia foi consagrada em 28 de dezembro de 1065.

CATEDRAL DE ST PAUL

Com sua bela e imponente cúpula, a Catedral de St. Paul (São Paulo) é um dos cartões-postais mais famosos de Londres. A igreja é uma obra de Cristopher Wren, arquiteto enterrado na cripta do local na companhia de heróis nacionais como o duque de Wellington, que derrotou Napoleão Bonaparte na Batalha de Waterloo. A catedral da diocese de Londres também foi palco de acontecimentos importantes e de repercussão internacional, como o casamento de príncipe Charles e lady Diana Spencer.

catedral-de-st-paul-londres

Catedral de St Paul

A catedral está aberta para visitação de segunda-feira a sábado, das 8h30 às 16h; não é permitido filmar ou fotografar seu interior. As entradas custam £18 (adultos) e £8 (crianças e adolescentes de 6 a 17 anos de idade), mas se você adquirir o seu ingresso com desconto, basta comprar no site oficial.

St Paul’s Church Yard, Londres – CEP: EC4M 8AD
Telefone: +44 20 7246 8350
Site: http://www.stpauls.co.uk
Horário: Seg–Sáb: 8:30–4:00

MUSEU BRITÂNICO

O Museu Britânico abriga mais de 6 milhões de objetos importantes para a cultura mundial, motivo que atrai uma enorme quantidade de visitantes todos os anos. Percorrer todas as dependências do museu e explorá-lo adequadamente levaria alguns dias, mas é possível optar por tours mais curtos e conhecer de perto, por exemplo, a Pedra da Roseta (que fez com que os arqueólogos decifrassem os hieróglifos egípcios), esculturas do Partenon de Atenas, na Grécia (o país pede o retorno desses objetos até hoje), múmias egípcias, antiguidades chinesas, entre vários outros tesouros.

A entrada no Museu Britânico é gratuita, exceto nas galerias onde ocorrem exibições especiais. Um mapa, que custa algo em torno de £2, é vendido na entrada e pode auxiliar bastante aqueles que estão com tempo limitado. Informações sobre tours guiados podem ser adquiridas na entrada do local, que também abriga um restaurante, o Court, e dois cafés.

PALÁCIO DE KENSINGTON

São 111 hectares, no total, repletos de verde e bela arquitetura. Os jardins, na verdade, circundam o Palácio de Kensington, local onde morou a princesa Diana e que atualmente é a residência oficial do duque e da duquesa de Cambridge, William e Catherine. Lá ainda se encontram os jardins italianos (com suas fontes e estátuas), além do belíssimo Albert Memorial, monumento em homenagem ao príncipe Albert, marido da rainha Victoria.

palacio-kensington2

O Palácio de Kensington recebe visitantes ao longo de todo o ano. Para obter mais informações, conferir preços e comprar a sua entrada na atração, clique aqui.

The Sunken Garden and Kensington Palace

Serpentine Rd, Londres – CEP: W2 2TP
Site: http://www.royalparks.org.uk/parks/hyde-park
Horário: Seg–Dom: 5:00–Meia-noite

MUSEU DE HISTÓRIA NATURAL

Excelente programa para crianças, jovens e adultos, o Museu de História Natural de Londres impressiona do começo ao fim da visita. A coleção compreende mais de 70 milhões de espécimes do mundo natural, reunidas ao longo de 400 anos. Praticamente todos os grupos de plantas, animais, fósseis e minerais oriundos de…

MUSEU1

Museu da Historia Natural

museu4

O Museu de História Natural de Londres é um dos três museus principais. Acolhe inúmeras coleções de ciências da vida e da Terra, compreendendo cerca de 70 milhões de espécies ou itens. Existe também um jardim de vida saudável, que inclui várias espécies nativas de fauna e flora.

museu1

museu2

museu3

Foi fundado em 1881 como departamento do Museu Britânico, mas atualmente é um monumento público patrocinado pelo Ministério da Cultura, Média e Desporto. Dada a idade da instituição, muitas das coleções têm um grande valor histórico, bem como valor científico, como as espécimes coletados por Darwin . A biblioteca contém extenso material, que inclui livros, jornais, manuscritos e coleções de arte ligadas ao trabalho e a pesquisa. Uma das exclusividades é a exposição permanente de esqueletos de dinossauros.

NATIONAL GALLERY

Ao contrário de museus comparáveis ​​na Europa continental, a Galeria Nacional não foi formada por nacionalizar uma coleção de arte real ou principesca existente. Ela surgiu quando o governo britânico comprou 38 pinturas dos herdeiros de John Julius Angerstein, um corretor de seguros e patrono das artes, em 1824. Depois desta compra inicial, a Galeria foi moldada principalmente por seus primeiros diretores, nomeadamente Sir Charles Lock Eastlake  e por doações privadas, que compõem dois terços da coleção.

NATIONAL1

National Gallery

A coleção resultante é pequena em tamanho, em comparação com muitas galerias nacionais europeias, mas enciclopédica no escopo; a maioria dos grandes desenvolvimentos na pintura ocidental “de Giotto a Cézanne ” são representados com obras importantes. Ela costumava ser considerada como uma das poucas galerias nacionais que tinham todas as suas obras em exposição permanente, mas isso não é mais o caso.

HYDE PARK

O incrível Parque Hyde Park em Londres na Inglaterra

Hyde-Park-Lonres

Hyde Park

 Hyde Park em Londres é um dos parques reais mais bonitos da Inglaterra. Inaugurado em 1637, o Hyde Park em Londres é um dos lugares favoritos dos londrinos para curtir o Sol, fazer piqueniques, conversar com os amigos e levar os filhos e animais para passearem – independente da época do ano. Com 350 acres, o Hyde Park está localizado no centro de Londres e junto com os jardins Kensington que estão anexados ao parque, os dois formam uma das maiores áreas verdes da capital inglesa. O parque tem uma história bem inusitada, pois no século XVI era um dos lugares em que o Rei Henrique VIII gostava de caçar. Mas foi, somente, no reinado de Carlos I que o Hyde Park tornou-se um espaço público. Até mesmo durante a peste negra, o Hyde serviu de abrigo para centenas de famílias que achavam que estariam seguros da epidemia estando no parque.
jardins-Kensington-londres
Em 1730, foi arquitetado o Serpentine Lake no interior do Hyde Park – um dos lugares mais bonitos do local. O bacana de visitar o Hyde Park que é ele tem uma infraestrutura bem legal com cafés, restaurantes, vários passeios como de cavalos, carruagens e pedalinhos – para quem desejar dá até para alugar cadeiras reclináveis e aproveitar a paisagem e descansar. Se você tiver a sorte, é possível, também, curtir shows no interior do Hyde Park, pois nele ocorrem vários eventos culturais como o Live 8 – um evento que reuniu grandes nomes da música como Madonna e U2. Sem contar nos incríveis concertos do Rolling Stones,  Red Hot Chili Peppers e Queen que já tocaram no parque. No parque, também, estçao alguns pontos interessantes de se visitar como a Fonte Memorial de Diana (em homenagem a princesa Diana) e a Speaker’s Corner (ou esquina do Orador) um lugar no nordeste do Hyde Park no qual a população pode discursar sobre qualquer assunto – algumas personalidades mundiais já foram vistos discursando na Speaker’s como Lenin e Marx.

SEA LIFE LONDON AQUÁRIUM

Sea Life Aquarium em Londres é um ótimo passeio para quem está viajando com os pequenos, pois tem muita beleza, interação e conhecimento. Um passeio super divertido e cultural.

Situado na área de South Bank à beira do rio Tâmisa e bem pertinho da London Eye, o Sea Life Aquarium tem três andares debaixo da terra com inúmeras espécies dos mais variados cantos do mundo e de diferentes climas.

O peixe-palhaço e o cirurgião-paleta são sucessos garantidos entre os pequenos visitantes, afinal quem não adora ver o Nemo e a Dory nadando entre os belos e coloridos recifes.

nemo

O Sea Life Aquarium fica na região de South Bank, bem pertinho da London Eye. Aliás, são várias atrações nessa mesma região onde é possível planejar um dia inteiro de diversão com as crianças.

Quatro estações do metro são próximas ao aquário: Waterloo, Embankment, Charing Cross e Westminster.

sea1

A estação de Waterloo é a mais próxima, apenas 5 minutos caminhando. Saindo da estação siga a direção da sinalização para South Bank.

sea4

OXFORD STREET

oxford

Nesta movimentada rua do centro da capital inglesa, você encontrará uma variedade grande de lojas de roupas, sapatos, perfumes, entre outros produtos. Redes de fast fashion, como a H&M, a famosa loja de departamentos Primark ( camiseta 100% algodão) por 2,5 libras….. e seus preços imbatíveis, além da badalada e refinada Selfridges, são alguns dos estabelecimentos existentes na região, que está sempre repleta de turistas.

primark

Primark

selfridges

Selfridges

Além disso, na Oxford Street também há várias opções de cafés e famosas redes de fast food.

O horário de funcionamento do local, geralmente, é das 9h às 20h, de segunda a sexta-feira (às quintas, o comércio fecha uma hora mais tarde). Aos sábados, as lojas funcionam das 9h às 19h, e aos domingos, das 12h às 18h.  

Oxford St, Londres – CEP: W1
Site: http://www.oxfordstreet.co.uk
Horário: Seg–Dom: 24 horas

MADAME  TUSSAUDS 

Artistas famosos, políticos, membros da família real britânica, escritores, pintores e várias outras personalidades estão imortalizadas no museu de cera Madame Tussauds, em Londres. A semelhança entre algumas estátuas e os homenageados é tão grande — altura, peso e expressões faciais são minunciosamente estudadas e copiadas — que muitas vezes fica difícil saber se aquele é o boneco ou a pessoa de verdade.

madame

Além da visita às diversas alas repletas de famosos, o ingresso do museu dá direito à entrada na câmara de horrores e a um passeio pelo espírito de Londres. Os ingressos para adultos custam £33, adquiridos no local, ou £23.10, comprados on-line; crianças pagam £28.80 no local ou £20.16 por intermédio do website. Uma excelente opção para os que desejam economizar é a compra de ingressos combinados, também disponíveis no website do estabelecimento. O acesso ao museu se dá pela estação de metrô Baker Street.

madame1

Madame-Tussauds-London

Marylebone Rd, Marylebone – CEP: NW1 5LR
Telefone: +44 871 894 3000
Site: http://www.madametussauds.com/london/

HARRY POTTER – PLATAFORMA 9 3/4 EM KING CROSS STATION

Harry Potter é cheio de referências em Londres e alguns dos lugares no livro são reais, como a estação de trem King’s Cross. Tanto que ela e outras áreas de Londres foram reproduzidas no Universal Studios em Orlando na nova seção do parque chamada Harry Potter: Diagon Alley.

harry

Quem não se lembra das cenas dos livros e filmes o Harry Potter atravessando a parede na plataforma 9 3/4 para pegar o trem para Hogwarts.

plataforma1

É lógico que a plataforma não existia na estação, mas o que é mais legal na história é que a estação de trem entrou no clima do filme  e tem sim “uma plataforma 9 3/4” para os fãs do bruxinho.

A idéia se desenvolveu ao longo dos anos e hoje tem na parede além do carrinho com as malas, uma gaiola com a coruja e também cachecóis das quatro casas da escola de magia e bruxaria de Hogwarts.

harry-potter-01

plataforma2

souvenirs

Aproveite e compre alguns dos souvenirs para sua coleção ou presentear alguém…..

plataforma3

Depois de entrar na estação é só seguir as placas para plataforma 9 e 10 e do lado direito, você vai ver na parede  o carrinho da cena e muito certamente um grupo de pessoas fazendo fila.

Uma ótima oportunidade para quem vai pra Londres  e é fã do Harry Potter. A loja também tem um website e você pode fazer as compras online.

Informações Úteis

Estação King’s Cross

Endereço: Euston Road, London N1 9AP, Royaume-Uni

Website: http://www.harrypotterplatform934.com

HARRODS STORE

A loja de departamento Harrods é um dos endereços mais elegantes e famosos da capital inglesa. Nesse verdadeiro templo do consumo, reúnem-se grifes mundialmente famosas, como Gucci, Hermés, Yves Saint Laurent, entre várias outras, além, é claro, de alguns restaurantes e cafés. Supra-sumo do luxo….

harrods3

Harrods

Harrods foi estabelecida em 1834 na então pobre área de East End, antes do reinado da Rainha Vitória. Em 1835, Alexandre Henry Harrod, um Mercante  de chá  e comerciante por atacado de secos e molhados, começou a administrar sua loja oposta a sua casa em Stepney. Harrod estava preocupado com a epidemia de cólera  varrendo Londres e conheceu um comerciante que estava tentando se livrar do aluguel de um armazém em Knightsbridge. A loja mudou-se em 1849  para um então semi-rural Brompton Road.

harrods2

PRET A MANGER

Os sanduíches da rede Pret a manger podem ser encontrados em diversos pontos da capital inglesa e são uma excelente opção para quem não tem muito tempo a perder. O diferencial da marca é oferecer opções mais saudáveis, preparadas com ingredientes frescos e selecionados. Além dos deliciosos sanduíches quentes e frios, você encontra pães, sopas, tortas, café, entre vários outros tipos de lanche, todos a preços bem camaradas.

pret_2107864a

Os sanduíches vão de 2 a 4 libras (e forram bem o estômago), os sucos são frescos e deliciosos e a rede tem uma pegada natureba e saudável bacana, que faz com que os alimentos sejam leves e mesmo assim gostosos. É uma opção bem democrática para quem gosta de saladas, sanduíches mais “heavy” e especialmente para os vegetarianos, já que tem muitas opções boas.

PRET2

No website da rede, é possível conhecer o cardápio e também o endereço da loja mais próxima.

556 Oxford St, Londres – CEP: W1C 1LZ
Telefone: +44 20 7932 5240
Site: https://www.pret.co.uk/en-gb/our-menu/44-sandwiches.aspx

WINDSOR ( BATE E VOLTA)

A cidade de Windsor está localizada 40 km a oeste de Londres, no vale do Tâmisa. É um belo passeio de um dia a partir da cidade, e  ir para lá sem ser de excursão. É fácil, são duas opções:

wind1

Castelo de Windsor

wind2

Windsor-Castle

Windsor

1 – A partir da estação Waterloo – A estação Waterloo fica na margem sul do Tâmisa, próximo ao London Eye e ao Big Ben. De lá partem trens diretos para a estação Windsor & Eaton Riverside, numa viagem que leva aproximadamente 55 minutos. Como o trem não é expresso, é uma viagem bem cênica e ao chegar a Windsor é possível ter belas vistas do Castelo (sente no lado esquerdo do trem). Da estação, são 5 minutos de caminhada até o castelo por uma rua íngreme.

Dois trens por hora fazem o percurso, saindo de Waterloo 28 e 58 min depois da hora (8:28, 8:58, 9:28, etc.) e a passagem ida e volta custa a partir de £11,70 (“off peak”). Você pode comprar um ingresso combinado (trem + entrada no castelo) com desconto.  Mais informações no site da South West Trains.

2 – A partir da estação  Paddington – ( A que pegamos), Para quem estiver na região de Bayswater, esta pode ser a opção mais prática.  É mais rápido e com menos paradas, mas é preciso trocar de trem na estação de Slough. Não entre em pânico!, Slough é uma estação pequena e é fácil achar a plataforma. O percurso de Paddington a Slough é feito em 20 minutos e de Slough a Windsor (estação Windsor & Eton Central) são só 5 minutos. A estação Central também fica próxima ao Castelo, bem na frente.

trem2

Muito gostosa a viagem de trem até Windsor

São 3 ou 4 trens por hora e o preço para ida e volta é a partir de £10,40. Veja os horários e mais informações no site da First Great Western.

Nas duas opções, Waterloo ou Paddington, não é preciso reservar nem comprar a passagem com antecedência, você chega no guichê e pede “day-return to Windsor”. Pergunte de qual plataforma o trem sai, ou fique atento aos painéis luminosos.

Informações sobre a visita ao Castelo de Windsor :

Horário de funcionamento:

Março a Outubro:
09:45 – 17:15 (última entrada 16:00)

Novembro a Fevereiro
09:45-16:15 (última entrada 15:00)

O que ver no castelo: leia aqui

Troca da guarda: a partir das 11:00 h

De abril a julho: diariamente, para outras épocas, consulte o site oficial.

A cerimônia não acontece aos domingos, e está sujeita a mudanças de acordo com o clima ou com a programação do British Army.

O Castelo permanece fechado nos dias 25 e 26 de dezembro e em algumas outras datas, quando é usado para eventos oficiais (veja aqui).

O que mais fazer em Windsor: ir ao parque de diversões Legoland, conhecer a tradicional escola Eton College, passear na beira do Tâmisa, visitar o famoso hipódromo de Ascot.

A cidade é lindinha e super turística, vale muito a pena um bate e volta.

TRANSPORTE PÚBLICO DE LONDRES

Como ir do aeroporto ao centro da cidade…..

Aeroporto Heathrow

O aeroporto de Heathrow (LHR) é o aeroporto mais importante de Londres e o de maior tráfego aéreo na Europa. Em 2015, foi o quinto a nível mundial com 74 milhões de passageiros.

Com a abertura do quinto terminal em 2008, o Heathrow se tornou um dos aeroportos do mundo com maior capacidade. Se estima que pode despachar mais 90 milhões de passageiros por ano.

SERVIÇO DE TRANSFER

Contratando o serviço de traslado, um motorista estará te esperando no hall de chegadas do aeroporto com uma placa com o seu nome. O preço começa em £53, muito similar ao do táxi, sendo uma opção muito mais luxuosa e recomendável.

Você pode reservar o serviço de transfer aqui.

Heathrow Express

Este trem é a forma mais rápida para ir do Heathrow ao centro de Londres. O trajeto dura entre 15 e 20 minutos e sua estação de destino é Paddington. Os trens passam a cada 15 minutos das 5:15 da manhã às 23:30 horas aproximadamente.

O preço da passagem é de £22 por trajeto ou £36 comprando a passagem de ida e volta válida durante um mês. As passagens podem ser adquiridas pela internet (com um pequeno desconto), na estação ou diretamente no trem (com suplemento).

Heathrow Express

Heathrow Connect

Um trem ideal para quem não tem tanta pressa, já que para em todas as estações antes de chegar a Paddington, levando cerca de 30 minutos no total.

O preço máximo da passagem, dependendo da estação de destino, é de £10,20 por trajeto (£20,40 ida e volta). A vantagem em relação ao Heathrow Express, além do preço, é a possibilidade de parar em outras estações (Earling Broadway, por exemplo)

Usamos o Heathrow Connect, vale muito a pena e em 30 minutos você está no seu hotel…

METRÔ

O metrô é a forma mais barata, embora não seja a mais rápida, de chegar no centro de Londres, já que você leva cerca de 45 minutos. O aeroporto está localizado na zona 6 do metrô, o que significa que o preço da passagem simples é de 6 libras, seja qual for o terminal do aeroporto.

Os horários do metrô são praticamente os mesmos que os do Heathrow Express, das 5:15 às 23:30 aproximadamente.

ÔNIBUS

Apesar de o ônibus também ser uma opção para chegar ao centro, demora mais e é mais caro que o metrô, por isso é totalmente descartável.

TÁXI

O táxi é a opção ideal para os turistas com muita bagagem, para grupos ou simplesmente para aqueles que buscam mais conforto. O trajeto do Heathrow ao centro de Londres pode chegar a durar uma hora e tem um custo entre 50 e 90 libras.

DICA: Usar Uber em Londres é super prático e barato, vale muito a pena…..

 

MAPA

zonas-metro

Travelcard de 1 dia

Se você for permanecer na cidade por muito pouco tempo uma dica é usar o Travelcard, poderá adquirir nas próprias estações de metrô um day travelcard que é emitido em papelão e é descartado quando termina sua validade. Este travelcard vale para a data que está impressa nele até às 4h30 da madrugada seguinte.

Veja abaixo os preços válidos a partir de 02/01/2017:

Guias dos transportes para 2017 - Valores Oyster

ONDE FICAR?

Na minha opinião o Hyde Park é um ponto de referência bastante utilizado para localização, além de ser um ponto turístico essencial para quem visita Londres pela primeira vez. Ao norte está Bayswater, ideal para quem pretende economizar com acomodação, e ainda ficar perto do centro, apesar de não haver nada além do parque por aqui. Outra vantagem é a proximidade com a estação ferroviária de Paddington, que conecta o centro de Londres ao aeroporto de Heathrow, sendo uma boa opção para quem prefere ter fácil acesso ao aeroporto.

Ao sul, está Kensigton, uma das áreas mais valorizadas da cidade, perfeita para quem pretende se hospedar em acomodações de luxo, contando com muitos dos melhores hotéis de Londres.

Ao lado direito do parque está Mayfair, mais próximo ao centro, bairro bem tranquilo e para mim uma das melhores opções em Londres, pois está perto de tudo e os hotéis são incríveis, mas esqueça se sua opção for encontrar hotéis baratos.

ONDE COMER?

PRET A MANGER – Muito bom os lanches e ótimos preços……

Marks & Spencer é uma companhia de varejo britânica e a maior rede de lojas de departamento do Reino Unido, com supermercado enorme com grande variedade de comidas e preços ótimos…

PIZZA EXPRESS

Uma boa pedida para quem quer algo baratinho,  O  Pizza Express é uma rede inglesa de pizzas igualmente frequente e fácil de achar em todo o país. As pizzas vem em pratos individuais (mas se duas pessoas comem bem pouquinho dá para dividir, embora eu acho pouco) e são bem gostosas a bons preços: pagávamos muitas vezes 9 a 11 libras por pizza. 

PIZZA

QUANDO IR?

Como no restante da Europa, as quatro estações são bem definidas na Inglaterra, porém é sempre bom levar em consideração o adicional “chuva”, fenômeno muito mais frequente na cidade do que se imagina. Durante o verão, que começa oficialmente em meados de junho, os termômetros sobem, o sol se põe mais tarde e, consequentemente, as ruas ficam repletas de gente (e de eventos). Fique atento apenas para o fato de que nessa estação os preços podem estar mais elevados.

Temperaturas mais baixas podem vir acompanhadas de preços mais em conta. Em geral, de outubro até meados de dezembro, e dos meses de janeiro a março, o visitante pode conseguir excelentes oportunidades de voos e hospedagem. Para aqueles que curtem um friozinho, não há opção melhor, porém é bom lembrar que é grande a procura pelo destino durante o Natal e o ano-novo — período não muito bom para os que pretendem economizar.

Você pode obter informações sobre as condições climáticas em Londres neste exato momento por intermédio deste site.

Anúncios

18 comentários sobre “LONDRES

  1. Maíra disse:

    Muito bom o post, pretendemos ir a Londres em Agosto, qual bairro voce acha melhor ficar hospedado? distancia do centro e preço. Obrigado !!!

    Curtir

    • GARAVIAGEM disse:

      Oi Maíra, então, eu fiquei no Paddington que tem uma localização boa e com ótimos preços de hoteis, tem o bairro Kensington que também é ótimo mas com preços de hoteis um pouco mais elevados.. Espero ter ajudado !

      Curtir

  2. Marlene disse:

    Parabens ! gostamos bastante do post ! caramba ! que sufoco hein chegar em Londres no mesmo dia do atentado, que bom que deu tudo certo !!!

    Curtir

  3. Marisa disse:

    Ola, muito bom o post, pretendo ir em abril do ano que vem pra Londres, nesta data será muito frio la? o que acha? gosto de frio mas nem tanto rs…

    Curtir

  4. Maria disse:

    Boa tarde, achei super interessante esse bate e volta pra Windsor, e pelo que li a viagem é rapida, vale a pena mesmo visitar? Obrigada !!!

    Curtir

  5. Sandra disse:

    Olá, parabens pelo blog, gostamos bastante das dicas, li que voce usou o trem pra se locomover do aeroporto ao hotel, voce acha a melhor opção? estaremos indo em 2 casais pra Londres em agosto.

    Obrigado !!!

    Curtir

    • GARAVIAGEM disse:

      Boa noite Sandra ! Obrigado pela visita ao blog, como descrevi no blog, há várias maneiras de se locomover do aeroporto ao centro, pegamos o trem normal que levou em torno de 30 minutos, já o trem Express demora um pouco menos mas o valor é bem mais caro, então se não tem tanta pressa, acho que não é viável.

      Curtir

  6. Mirian disse:

    Parabens ! adoramos as dicas…. no geral, estamos na duvida qual bairro ficar hospedado, qual bairro voce indica?

    Muito obrigado !!

    Mirian

    Curtir

    • GARAVIAGEM disse:

      Oi Mirian, que bom que gostou das dicas, existe vários bairros bons em Londres para se hospedar, eu fiquei no Paddington um bairro super gostoso e bem próximo da Oxford street. Obrigado !

      Curtir

  7. Marcos disse:

    Boa noite ! Ótimas dicas, o post ficou ótimo ! Adoramos ! estamos querendo visitar Londres em setembro, voce acha que os ingressos Roda gigante, Madame é melhor comprar ainda no Brasil ou lá?

    Grato,

    Curtir

    • GARAVIAGEM disse:

      Olá Marcos ! que bom que gostaram ! Então, não faz muita diferença não, mas por ex: comprei ingresso para o London Eye aqui no Brasil pela Decolar.com, e lá precisei enfrentar fila para trocar, e o valor é praticamente o mesmo. Um abraço !

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s